quarta-feira, 11 de abril de 2012

FESTA DE SÃO BENEDITO - APARECIDA SP - CONGADAS

Passado a Páscoa, chega uma das festas mais aguardadas por todos os aparecidenses e diversos romeiros de todo o país: a Festa de São Benedito!
Como é dividida por setores, a festa tem a participação de várias pessoas na organização, cada um dentro da sua especialidade busca agradar ao Santo Negro, cozinheiro por opção e humildade, mas grandioso nos corações de inúmeros devotos.
Esse ano comemoramos 103 anos de festejo à São Benedito na nossa cidade.
Quando eu cursava Técnico em Turismo fiz meu TCC sobre a festa, mais precisamente sobre as congadas, que dão um colorido todo especial com seus cantos, danças e vestimentas.
Segue um trecho do trabalho:

INÍCIO DA DEVOÇÃO A SÃO BENEDITO

Os negros começavam a se rebelar e já estavam começando a lutar pelos seus direitos, se recusavam a aceitar as imposições do branco, inclusive a religião.
Foi então que começou a divulgação de que um negro havia sido canonizado, e que se aconteceu com ele, podia acontecer com outros também. Além do que, agora havia alguém para interceder a Deus por eles, ou seja, havia esperança!
São Benedito serviu como consolo dos negros. E assim, muitos se tornaram católicos para rezar para o “santo negro”, porém sem abandonar vários dos costumes que trouxeram da África.
Sob domínio e influência dos portugueses, os negros africanos começaram a cultuar Nossa Senhora do Rosário, chamada também de Nossa Senhora dos Homens Pretos, e mais tarde associada a São Benedito, formados por devotos do Santo Negro, cozinheiro e descendente de escravos. Por isso, os estandartes e bandeiras das congadas e moçambiques fazem referência aos dois santos.
Portanto, desde o começo, as comemorações a São Benedito têm essa mistura de afro com católico que enriquece a cultura e colore a festa mais popular da nossa cidade.

INÍCIO DA DEVOÇÃO EM APARECIDA
A narração a seguir é um texto escrito por duas ilustres aparecidenses e conta com carinho e emoção o início das festividades a São Benedito em Aparecida.
Festa de São Benedito em Aparecida
Conceição Borges Ribeiro Camargo
Maria de Lourdes Borges Ribeiro
Em Aparecida do Norte, há trinta e três anos que se realiza esta festa que pertence ao povo.
Era marcada sempre para a segunda feira após o Domingo da Ressurreição. Agora, com a mudança da Liturgia Religiosa, em 1956, o Sábado de Aleluia é Sábado Santo – ficou a festa para a segunda feira da outra semana e não após os dois dias de Sábado Santo.
Não é festa que reúna e desperte interesse apenas em determinadas classes sociais. É o próprio povo que, devoto do glorioso Santo, não se exclui de contribuir, de doar prendas, de ofertar uma rêz, de ocupar um dos cargos da comitiva do Rei, posto este que é objeto de cumprimento de promessa ou exteriorização de uma tradicional devoção.
Há, porém, outra versão, menos poética, como conta o professor Isnard de Albuquerque Câmara Neto, historiador e professor da UNITAU (Universidade de Taubaté) em seu livro recém lançado “A Festa de São Benedito e os Redentoristas”.
...Mas entre diversas idas e vindas da festa e conflitos com a igreja e os negros devotos, a festa foi criando sua identidade entre 1894 e 1922, quando o historiador considera o ápice da festa, com a vinda de uma congada de São Benedito diretamente de Minas Gerais para incrementar a celebração daquele último ano considerado.
De lá para cá, os protocolos da festa não mudaram muito. Sempre houve eleição da corte negra, com seus reis e rainhas, e também as procissões. “Essa sempre foi uma festa com rei negro, capitão do mastro, ramalhetes e outros elementos que persistem. Houve pouca mudança. As festas de São Benedito sempre foram muito democráticas em Aparecida. Não havia o de uma corte sobre a festa”, disse Neto.

O que faz a festa ser tão grandiosa?
ENDURO DA MENTIRA
GINCANA ESCOLAR
LEILÃO DE GADO
GINCANA DE MOTOS
MISSA CONGA
BONECOS "João Paulino "e "Maria Angu"
PROCISSÃO E ERGUIDA DO MASTRO
CAVALARIA DE SÃO BENEDITO
DIA DA GRANDIOSA FESTA:
05h00min – Alvorada - Reverência ao Mastro pelas Congadas e Moçambiques.
08h30min – Saída dos Reis em direção á missa
10h00min – Missa Solene celebrada por Dom Raimundo Damasceno, Arcebispo de
Aparecida. 12h00min – Benção e distribuição de doces – normalmente no Centro
Comunitário São Benedito.
16h00min – Procissão em Louvor a São Benedito
Anúncio dos novos reis
Grande queima de fogos


                              






Mas o que realmente faz a festa ser especial é o povo!

VIVA SÃO BENEDITO!!!!!




PS: Tenho um grande arquivo de imagens e texto sobre a festa, caso alguém se interesse é só deixar o e-mail que eu envio.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário